quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

Santos, uma cidade com baixo índice de homicídios

O que Santos, Helsinki (Finlândia), Oslo (Noruega) e Nova York (Estados Unidos) têm em comum? A resposta é a proximidade nos baixos índices de homicídio. No ano passado, a taxa da Cidade foi de 2,26 homicídios para cada 100 mil habitantes, segundo a Secretaria de Segurança Pública do Estado, enquanto a de Helsinki foi de 2,4; Oslo, 3,2; Nova York, 3,4.

Em uma comparação estadual, o município de São Paulo, por exemplo, no ano passado, teve taxa de 8,02 homicídios por 100 mil habitantes; Campinas, 11,91; São Bernardo, 6,5; Piracicaba, 4,44. O balanço é da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo.

Além da atuação policial, os resultados foram potencializados pela infraestrutura da Cidade. A Guarda Municipal, por exemplo, tem um efetivo de 439 profissionais que contam com o apoio de 23 veículos, dez motos, quatro bicicletas e um barco.

A corporação está distribuída entre as coordenadorias do Centro, Praia, Zona Noroeste, Morros e Caruara (Área Continental). Para incrementar o apoio à segurança no Centro Histórico, em 2017 foi criado o projeto Cidade Segura, no qual 30 guardas municipais usam duas motos, duas viaturas e duas bicicletas para fazer o policiamento na região central e se aproximar de comerciantes, trabalhadores e moradores.

A Guarda também conta com a Ronda Municipal (Romu), composta por 42 pessoas em seis veículos que oferecem apoio em operações especiais, como desapropriação de terra, por exemplo.

Estatísticas
A taxa de homicídios de Santos do ano passado representou o segundo melhor desempenho no levantamento histórico, que disponibiliza dados da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo a partir de 1999. Apenas em 2015, a taxa de homicídios ficou menor, atingindo o recorde de 1,94 por 100 mil habitantes.

Na opinião do secretário municipal de Segurança, Sérgio Del Bel, os números se devem à infraestrutura de segurança oferecida pela Cidade, lembrando a melhora na iluminação pública e as 671 câmeras de monitoramento (serão 1.460 até dezembro). “Tudo isso ajudou”, disse o secretário.

Na modalidade roubo de veículos, para cada 100 mil veículos, Santos atingiu a menor taxa: 82,22. É a primeira vez nesse período que o índice fica abaixo dos 100. Já o número de roubos por 100 mil habitantes ficou em 611,30, o menor desde 2009.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu Melhor comentário aqui...