sexta-feira, 25 de outubro de 2013

As melhores profissões por causa do pré-sal

A Petrobras listou os 11 profissionais mais requisitados pelo setor, que estão em alta, da fase inicial de investigação para exploração Petróleo: Veja abaixo:

Bruno Stefani, gerente da divisão de óleo e gás da Michael Page, diz que a procura por profissionais de perfil técnico será grande e deve se estender por um longo período de tempo.


1. Geólogos 

 Formados em geologia, os profissionais estudam as características de áreas que têm potencial para a exploração. Eles costumam ganhar, em início de carreira, remunerações entre R$ 6.000 mil e R$ 8.000.

2. Geofísicos 

 Os profissionais são formados em geologia, com especialização em geofísica. Profissionais no início de carreira ganham entre R$ 8.000 e R$ 12 mil. Já os mais experientes têm remunerações acima de R$ 30 mil.

3. Petrofísicos 

 Geólogos especializados em petrofísica terão importância na fase de investigação. A remuneração desses profissionais vai de R$ 8.000 a R$ 45 mil.
Fase de testes para confirmar viabilidade da exploração:

4. Engenheiro de perfuração 

 Podem ser engenheiros mecânicos, civis, elétricos, entre outros. Segundo Stefani, o profissional pode ter pós-graduação em petróleo, mas adquiriu experiência trabalhando para prestadoras de serviço para a indústria de óleo e gás. Os menos experientes ganham entre R$ 8.000 e R$ 12 mil. Os mais experientes podem ganhar mais de R$ 30 mil.

5. Gerentes de perfuração 

 A formação é a mesma do engenheiro de perfuração. O diferencial é a função de gestão. Segundo o gerente, o cargo é destinado a profissionais com mais de 45 anos, que já tenham em torno de 20 anos de experiência. O salário pode ultrapassar os R$ 30 mil.

6. Gerente de contratos 

 Tem formação em engenharia e pede experiência técnica. O profissional cuida de todas as disciplinas abaixo dele. O salário varia entre R$ 15 mil e R$ 40 mil.

7. Gerente de Projeto 

 É o gestor responsável por projetos específicos dentro da planta de exploração. Deve ter formação em engenharia e experiência prévia. O salário varia de R$ 15 mil a R$ 40 mil.

8. Gerente de engenharia 

 Comanda a equipe de engenheiros em projetos. A remuneração gira entre R$ 15 mil a R$ 40 mil.
Fase de produção

9. Gerente de operação 

 Deve ser formado em engenharia. "Há movimentos no mercado de ir buscar esses profissionais na indústria química e petroquímica", diz Stefani. Profissionais com dez anos de experiência ganham, em média, 35 mil reais, mas o salário pode passar de R$ 50 mil.

10. Gerente de plataforma 

 É necessário formação em engenharia e experiência prévia, além de habilidades de gestão, comprometimento com o projeto e preocupação com questões de segurança do trabalho. A remuneração fica entre R$ 25 mil e R$ 35 mil.

11. Oficiais de náutica 

 Segundo Stefani, é um gargalo de formação no Brasil. "Os oficiais de náutica são formados pela Marinha e é uma área que não desperta muita atenção dos jovens na época de faculdade", diz Stefani. A remuneração para um comandante pode passar de R$ 30 mil.

Fonte: Folha Carreiras

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu Melhor comentário aqui...