quinta-feira, 11 de julho de 2013

Greve Geral: O Dia em que a Baixada Parou!

Hoje as centrais sindicais Sindipetro-LP, Sindicatos dos bancários, Sindicato da Construação Civil, Sindicato dos Metalúrgicos, Sindicatos dos Servidores Municipais de Santos, Sindicato dos Portuários, ANDES-SN (Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior), movimentos sociais e estudantis, dentre outras entidades organizam a greve geral agendada nas cidades da Baixada Santista.

A organização pede o não comparecimento ao trabalho de todos e comparecimento no Ato das Categorias na Praça Mauá às 12h.

Pauta Única das Centrais Sindicais:
•       Redução da Jornada de Trabalho para 40h semanais, sem redução de salários;

•       Contra o PL 4330, sobre Terceirização.

•       Fim do fator previdenciário;

•       10% do PIB para a Educação;

•       10% do Orçamento da União para a Saúde;

•       Transporte público e de qualidade;

•       Valorização das Aposentadorias;

•       Reforma Agrária;

•       Suspensão dos Leilões de Petróleo.


Pontos que vão estar bloqueados por trabalhadores logo no início do dia.

1. Divisa Sentido São Vicente => Santos

2. Rua do Adubo em Guarujá, na Avenida Martins Fontes (altura do colégio Maria Patrícia/Valongo), 

3. Via Anchieta (Entrada de Santos)

4. Rodovia Padre Manoel da Nóbrega; 

5. Porto de Santos; 

6. Rodovia Cônego Domênico Rangoni,


2 comentários:

Anônimo disse...

Depois de tantos anos de braços dados com o desgoverno, as centrais sindicais resolvem posar de alinhadas coma vontade popular.Onde e que fizeram estas centrais todo este tempo?Por que só agora descobriram que existe algo de podre no reino da Brasilândia?

Anônimo disse...

O pior não é isso... não entendo como os portuários se revoltam com a quebra de monopólio mas nunca lutaram pela regionalização do porto.

Alguns tem interesses... os demais, seguem cegamente.

Postar um comentário

Deixe seu Melhor comentário aqui...