domingo, 21 de abril de 2013

Os moradores de rua e o crack em Santos

Com certeza este post não é o Melhor de Santos,  mas foi numa sessão de fotos no centro de Santos que um morador de rua chamado André (Foto acima), uns 30 anos, se aproximou para pedir dinheiro, na maior sinceridade disse que a "ajuda" era para comprar crack.

Ele está há um mês na cidade, morava em Uberlândia, consome 10 pedras de crack por dia, cada pedra custa 5 reais, então multiplicando temos  R$ 1.500,00 por mês gasto apenas com droga. Segundo ele o dinheiro que ganha nas ruas é o suficiente para comprar o crack. Ele diz que não quer trabalhar e nem voltar para sua cidade, onde moram seus pais.

O problema do crack em Santos, atinge principalmente os moradores de rua por ser uma droga de baixo custo. É um problema social gravíssimo, pois, a maioria das pessoas que vivem nas ruas e que são usuárias de crack, se encontram num processo de desumanização perverso, a maior parte delas perderam o contato com seus familiares, não possuem emprego e nem moradia, o único espaço de sociabilidade que elas têm é a rua, a droga e a garantia de sobrevivência que é esmolar, ou partir para o furto.
Moradores de Rua na Praça do INSS, em frente Praiamar Shopping

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu Melhor comentário aqui...