terça-feira, 27 de novembro de 2012

Hoje o Mercado Municipal de Santos faz 64 anos de fundação

Substituiu o antigo mercado (construído em 1902) provisório que abrigava as lojas dos vendedores do Largo dos Gusmões. A edificação do prédio atual foi projetada pelo engenheiro José Maria Silva Neves, em 1939, seguindo linhas arquitetônicas no estilo racionalista. 

A primeira etapa da obra, iniciada em 1943, foi concluída em 1948. A estrutura que sustenta a cobertura é em pórticos de concreto armado. Segundo os registros do jornalista Olao Rodrigues (já falecido), até 1880 os moradores de Santos e região faziam compras no Mercado das Casinhas, na Praça da República, e no Mercado das Canoas, no Paquetá, onde ainda existe a ligação com Vicente de Carvalho, o mercado da Praça Iguatemi Martins. O prédio tinha um estilo acastelado, diversos boxes de venda de frutas, verduras, legumes, peixes e carnes. 

O local foi reformado em 1947 e em 1955 foi ampliado, recebendo o segundo andar, com as características mantidas até hoje. O mercado teve intenso movimento até enfrentar, a partir da década de 60, a concorrência das feiras livres e das redes de supermercados. Em 2003, o prédio passou por ampla reforma, com substituição dos sistemas elétrico e hidráulico, janelas, telhados e dos revestimentos externo e interno. 

E entre seus frequentadores estiveram figuras famosas da história brasileira, como o menino Luiz Inácio da Silva, ex-morador em Itapema, que chegou a presidente da República. Pelo menos é o que presumem os autores do filme Lula, o Filho do Brasil, que utilizaram o mercado como cenário.

Hoje, o Mercado Municipal de Santos, embora tenha perdido terreno para as grandes redes alimentícias,  continua fiel à boa oferta de produtos. Com 64 boxes, o imóvel da Vila Nova também dispõe de quiosques para lanche e café, açougue e peixaria. Abriga ainda a Seseg (Secretaria de Segurança) e postos da Guarda Municipal, do IBGE e dos Correios. É utilizado para eventos, como cursos profissionalizantes e de empreendedorismo, desfile de modas, Festa da Banana, exposições de artes, shows musicais e de dança.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu Melhor comentário aqui...