segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Novo visual do Gonzaga está quase pronto

Continuam as obras de reurbanização do eixo turístico do Gonzaga para criação da nova identidade visual da av. Ana Costa, entre as praças das Bandeiras e da Independência. Além da remoção da fiação aérea, o projeto da prefeitura inclui readequação de pistas e calçadas, e novo mobiliário urbano.

Conforme a Siedi (Secretaria de Infraestrutura e Edificações), que supervisiona a obra, a preparação da infraestrutura subterrânea para embutimento da fiação das concessionárias de comunicação e energia está 90% concluída. Resta apenas uma pequena área do sentido Centro-praia.

Baias
Em paralelo, na calçada, sentido praia-Centro, no trecho entre rua Fernão Dias e av. Presidente Wilson, foi construída uma baia de embarque e desembarque, em substituição às duas antigas. A nova baia faz parte da remodelação das calçadas dividida em duas faixas: de serviços e livre para pedestres, a ser executada nos dois passeios da avenida.

Depois de pronta, essa primeira baia será ladeada por espaço de convivência com bancos e floreiras inspirados em desenhos estilizados que remetem à tradicional mureta da praia. Na direção Centro–praia haverá baias para embarque e desembarque de táxis, carga e descarga e acesso aos imóveis, sempre intercaladas por espaços de convivência.

O piso de mosaico português dará lugar ao drenante e o canteiro central receberá em suas extremidades totens em concreto e madeira ecológica para demarcar o eixo turístico do bairro. “Trata-se de uma das principais áreas da cidade que merecia tratamento diferenciado, cujo principal ganho é a despoluição visual. Essa reurbanização serve de piloto para futuras intervenções semelhantes em Santos”, explicou o arquiteto e chefe do Departamento de Obras da Siedi, Glaucus Farinello.

Arborização
A nova identidade visual do local inclui 19 ipês-amarelos, cujo critério de escolha está de acordo com o Plano Municipal de Arborização, com previsão de aumento do índice de área verde na cidade. Segundo Farinello, os serviços mais impactantes ao trânsito são realizados à noite, como colocação das caixas de inspeção e de passagem no subsolo. O custo é de aproximadamente R$ 7.200.000,00, proveniente do Fundo das Estâncias.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu Melhor comentário aqui...