quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Hoje tem festa do aleitamento materno em Santos

A prefeitura promove nesta quarta-feira (1°), às 14h30, a festa do aleitamento materno no Teatro Municipal Braz Cubas (av. Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias). Durante o evento, alusivo à 21ª Semana Mundial de Amamentação (1º a 7 de agosto), serão homenageadas cerca de 500 mães, usuárias das unidades básicas e de saúde da família, e que oferecem somente o leite do peito aos bebês nos seis primeiros meses de vida.

Elas receberão diplomas com seus nomes e das respectivas crianças, com a inscrição Mãe Amiga do Peito. Haverá ainda apresentação dos músicos Cláudio Ricardo (trompete) e Jaime Augusto (teclado) e de alunos do curso municipal de dança em cadeira de rodas da Secult (Secretaria de Cultura, além da exibição de vídeo sobre o trabalho desenvolvido na rede municipal de incentivo ao aleitamento.

A festa é organizada pela Secretaria de Saúde em parceria com o Fundo Social de Solidariedade, secretarias de Educação, Cultura e Comunicação, e CET (companhia de Engenharia de Tráfego).

A iniciativa também conta com apoio da Doceria Miroane, Telma Balões e Gardênia Flores. Promovida pela Waba (Aliança Mundial de Ação pró-Amamentação), a Semana Mundial de Amamentação tem como tema Amamentar hoje é pensar no futuro, e comemora os 10 anos da estratégia global da OMS (Organização Mundial de Saúde) e Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância) para alimentação infantil e da criança pequena.

Reconhecimento
Santos é reconhecida pelo incentivo ao aleitamento materno. No ano passado (2011), a cidade recebeu menção honrosa do 3º Prêmio Bíbi Vogel, promovido pelo Ministério da Saúde. Entre as iniciativas locais que renderam a homenagem, estão os bons índices de prevalência de aleitamento materno (75% dos bebês mamam exclusivamente no peito até os 4 meses), existência de dois hospitais Amigo da Criança – Silvério Fontes (prefeitura) e Guilherme Álvaro (governo estadual), fiscalização da norma brasileira de comercialização de alimentos infantis por meio da Vigilância Sanitária e aumento da licença-maternidade das servidoras municipais de 4 para 6 meses (lei complementar 626 de 2008).

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu Melhor comentário aqui...