quarta-feira, 4 de abril de 2012

Cidade de Santos conquista prêmios ambientais em Brasília

Ciclovias e ecopontos conquistaram para Santos dois prêmios, no “I Encontro dos Municípios com o Desenvolvimento Sustentável: pequenos negócios, qualidade ambiental urbana e erradicação da miséria “. Além dos dois programas, foi apresentado o projeto do hotsite Árvores de Santos, todos implantados pela Prefeitura Municipal de Santos (PMS). Segundo o prefeito João Paulo Papa, “ a realização de ações com vistas à sustentabilidade constituem meta irreversível, uma responsabilidade social”.



O evento, realizado de 27 a 29 de março em Brasília, foi promovido pela Frente Nacional de Prefeitos em parceria com o Sebrae e Governo Federal e contou com cerca de quatro mil participantes, entre ministros, prefeitos, secretários municipais, técnicos e gestores públicos.
A ampliação da malha cicloviária obteve a 2ª colocação no quesito de ‘Programa de Mobilidade Sustentável e Qualidade de Ar’. De acordo com o secretário municipal do Meio Ambiente, Fábio Alexandre Nunes “ o foco principal foram as ciclovias da Avenida Ana Costa e do canal 1, cujos projetos urbanístico e paisagístico contemplam 15.500 m² de áreas verdes”. Somando essas duas ciclovias, a cidade possui 27,9 Km de faixas exclusivas para ciclistas. Com o projeto de construção de mais um equipamento na Avenida Nossa Senhora de Fátima, com 3.260 metros, o espaço para o trânsito de bicicletas saltará para mais de 30 Km.

A área destinada a este tipo de transporte localiza-se na orla, do Parque Municipal Roberto Mário Santini até a Av. Mário Covas Jr. (Ponta da Praia), com 7.874 metros. Nas avenidas Francisco Glicério e Afonso Pena, a pista é de 6.250 m. Já na ciclovia da Av. Mário Covas Jr. a extensão é de 3.050 m. : da Praça Dutra Vaz (em frente à Santa Casa) até a Praça dos Andradas, passando pelo túnel, são 1.600 m; na Av. Martins Fontes, 1.680 m; e na Av. Rangel Pestana, mais 476 m.
Lixo no lixo certo

No total, 16 municípios receberam o troféu ‘Boas Práticas em Sustentabilidade Ambiental Urbana’. Um deles foi sobre os ecopontos de Santos para descarte de materiais e componentes eletrônicos, que ganhou menção honrosa.
A cidade, que já contava com 10 postos de arrecadação de resíduos eletrônicos, no começo deste ano recebeu mais três. Segundo João Paulo Papa, “a adesão de novos parceiros demonstra que o trabalho de conscientização realizado pela administração está surtindo efeito”. Desde o início da ação, há pouco mais de 14 meses, já foram recolhidas 40 toneladas, entregues à empresa Reciclo Ambiental.
Entre os materiais que devem ser descartados nos ecopontos estão celulares, DVDs, computadores e monitores, entre outras peças inservíveis. A medida impede que esses materiais causem danos ao solo e lençóis freáticos, contaminando-os com substâncias tóxicas como mercúrio, chumbo, cádmio, berílio e arsênio.
Para veranistas que costumam freqüentar a cidade, convém informar que os 13 ecopontos estão instalados nas escolas municipais Leonor Mendes Barros (Praça Fernandes Pacheco s/nº) e Olívia Fernandes (Praça Fernando Prestes s/nº); na Estação da Cidadania (Av. Ana Costa, 340); Jardim Botânico Chico Mendes (Rua João Fraccaroli s/nº); na Coprovida (Coordenadoria de Proteção à Vida Animal – Av. Nossa Senhora de Fátima, 375); na igreja São João Batista (Praça Guadalajara s/nº – Morro da Nova Cintra); na igreja Santo Antônio do Valongo (Largo Marquês de Monte Alegre s/nº); na Sociedade de Melhoramentos da Pompeia (Rua Euclides da Cunha, 288 altos); na subseção da OAB (Praça José Bonifácio, 49); no Departamento de Administração Regional da Área Continental (Praça das Bandeiras s/nº, Caruara); no Instituto Histórico e Geográfico de Santos (Av. Conselheiro Nébias, 689); no Cais – Centro de Atividades Integradas de Santos (Rua Sete de Setembro, 34) e no Complexo Esportivo Rebouças (Praça Engenheiro José Rebouças s/nº).

Fonte: Jornal Agora MS

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu Melhor comentário aqui...