domingo, 23 de outubro de 2011

Peixes nos Canais de Santos

Hoje percebemos a presença de bastante peixes da espécie tilápia no canal 2, entre rua República Argentina e Euclides da Cunha, esses peixes são de água doce. Segundo os pesquisadores da Unisanta,  pode ser uma ameaça. Em maio foi iniciado uma pesquisa com importância fundamental para a comunidade santista, pois o que acontece nos canais está diretamente ligado à saúde publica.

Entre os séculos XIX e XX, o lebiste ou barrigudinho  – peixe de 3 a 6 cm, muito utilizado em aquários, foi introduzido nos canais devido ao seu hábito de se alimentar com larvas de insetos, servindo como ferramenta de controle biológico, combatendo os transmissores de doenças.
A redução dos lebistes pode contribuir para o aumento de larvas de mosquitos como o Aedes aegypti, uma vez que são controladores de vetores.

Galera pescando no Canal (não recomendado comer os peixes)
A captura destes peixes dos canais seria uma forma de tentar solucionar o problema, mas será que somente isso resolveria? Deixe sua sugestão abaixo...

7 comentários:

MelhorDeSantos.com disse...

NOTICIA HOJE NO JORNAL A TRIBUNA:
Desde o começo de 2009, o biólogo Matheus Rotundo, da Universidade Santa Cecília (Unisanta), está empenhado em um trabalho de detetive: identificar a origem das tilápias do canal. E ele tem uma boapista. "A tilápia é um peixe ornamental. Há alguns criadores nos morros de Santos. É quase certo que alguma chuva tenha transbordado os criadouros, e os filhotes tenham entrado na rede de esgoto",diz. Ele não consegue precisar quando isso pode ter ocorrido. Com certeza, sabe que aconteceu desde bem antes de 2009, o início do estudo. Aliás, a partir daquele ano, observou um verdadeiro
boom tilapiano nos canais, o
que foi noticiado na época por A Tribuna. Isso decorre de que esse peixe, originário da África e de água doce, é extremamente resistente. "Ele já foi encontrado até no mar. No canal, está bem adaptado e a população vem se multiplicando. Já se observa o ciclo de vida completo: do ovo ao indivíduo adulto". Além dos canais 1, 2 e 3, as tilápias também aparecem no Canal 4 (Avenida Siqueira Campos).Mas antes de se atirar à pescaria, sonhando com uma suculenta moqueca, leia o alerta de Rotundo: "Não existe um estudo de qualidade ambiental da água, nem dos peixes. Pode haver a contaminação por produtos químicos que entram pelo estuário", adverte. Nesse caso, até o brilhante plano de Iranilton cai por terra:contaminação química geralmente pede mais de uma geração para se esvair da espécie. Mas, se a vontade de um bom prato falar mais alto, a saída é comprar a sua tilápia no Mercado de Peixe,na PontadaPraia.

Anônimo disse...

No canal 1 já vi vários Acarás Geophagus.

Wilson Dib disse...

Este é um assunto que desperta meu interesse, mas confesso que não entendi a matéria.
A Tilápia que encontramos nos canais podem ser uma ameça por que? As Tilápias se alimentam dos Lebistes? Não ficou claro.

Anônimo disse...

So falam merda eles fugiram do orquidario(boatos que foi solto para diminuir o gasto com o lago vejam so sobrou as carpas fui criado ali dentro joguei muito miolo de pao para ver essas belezuras desde entao se reproduzem pq a agua do canal vem dos morros lagoa e bicas em toda extensao dos morros e agua de chuva logico que tem alguma bosta mas ja pensou que nossa merda vainpara o mar as quimicas de cubatao etc peixe bom para consumo

Anônimo disse...

Horto de sv tbm soltou td e as maiores foram para o tanque de pesca

Anônimo disse...

Os canais que estao as tilapias nao entra agua do estuario estudante cade os peixes do orquidario ta ai as pistas

Kelvins Frasao disse...

eu vou comer essas tilápias,cosida,asada é frita.

Postar um comentário

Deixe seu Melhor comentário aqui...