sexta-feira, 23 de setembro de 2011

A Primavera começa hoje

Em Santos, são vários espaços verdes realçados pela beleza das flores e temperaturas agradáveis. O principal deles é o jardim da orla, com mais de 200 mil m², cartão-postal da cidade. Ele está registrado no Guinness Book (livro dos recordes) como maior jardim de orla marítima do mundo.

Com 5.335 m de comprimento e largura entre 45 e 50 m, os jardins contam com alamedas e 815 canteiros, 853 árvores e 1.088 palmeiras, de 43 espécies. As espécies de flor são do tipo perene, ou seja, não precisam se replantadas todos os anos. A predominância é de lírios amarelos e brancos, biris vermelhos; e crisântemos brancos, amarelos e mesclados, margaridas, onze horas, moreias, iris, agapantos e lantanas.

O jardim é sempre uma opção de lazer e contemplação. Mas para isso acontecer existe uma equipe permanente de 20 pessoas, responsável pela manutenção. Jardineiros, ajudantes gerais, podadores e microtratoristas se revezam no serviço diário de corte de grama, rastelamento e limpeza de gramados, limpeza de folhas secas de palmeiras, reforma e plantio. O custo anual do trabalho é de aproximadamente R$ 600 mil.

O segundo ponto verde destacável é o Jardim Botânico Chico Mendes (Rua João Fraccaroli s/nº), na Zona Noroeste, aberto diariamente, das 8h às 18h, com entrada gratuita. Os visitantes encontram em 90 mil m² um acervo vivo de mais de 300 espécies, sobretudo da Amazônia e Mata Atlântica.

O parque possui playground, além de mais de mil metros de alamedas asfaltadas, iluminadas e com marcos de distância a cada 100 m, que facilita a prática esportiva. Dispõe de bancos e mesas de madeira, ideais para contemplação dos três lagos.

Segundo o Depav (Departamento de Parque e Áreas Verdes), ligado a Semam (Secretaria de Meio Ambiente), a cidade também conta com outros pontos ricos em vegetação e arborização. São eles: praças Caio Ribeiro de Moraes e Silva, da Paz Universal, Engenheiro José Rebouças, Nenê Ferreira Martins, da Aparecida, Palmares, Julio Dantas, Mauá, José Bonifácio, da República, além dos canais.

“Na primavera as plantas atingem o auge de seu desenvolvimento e floração, que está diretamente relacionada com as mudanças climáticas ocorridas nesta época do ano, como dias com mais luminosidade e aumento da temperatura e umidade”, diz João Luiz Cirilo, chefe do Depav (Departamento de Parque e Áreas Verdes), da Semam (Secretaria de Meio Ambiente).

Previsão
A estação das flores se estenderá até as 2h e 30 minutos do dia 22 de dezembro, quando dará espaço ao verão, conforme dados do Instituto Astronômico e Geofísico da Universidade de São Paulo (USP).

Segundo o meteorologista da Defesa Civil, Odair Alonso, com informações dos institutos nacionais de Pesquisas Espaciais e de Meteorologia, a estação deve seguir os padrões de registro de chuvas e temperaturas semelhantes a de anos anteriores. Em Santos, entre setembro e dezembro as temperaturas médias variam de 19.9°C a 24,5°C.

Fonte Texto: Prefeitura de Santos

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu Melhor comentário aqui...