domingo, 28 de agosto de 2011

PREVENÇÃO: A Melhor Ferramenta para evitar um acidente no seu lar

Muitos incêndios ocorrem anualmente, sendo alguns fatais nos lares brasileiros. Meu objetivo nesta matéria é explicar algumas instruções básicas para agir, detectar e prevenir acidentes domésticos. A seguir estão algumas informações valiosas que você poderá utilizar no seu dia a dia.

1)   Cigarros: Coloque o cigarro apagado somente em um cinzeiro ou em uma caixa de areia. Cuidado com os fósforos. Apague-os na água, antes de jogá-los fora. Não fume na cama ou quando estiver com sono. Mantenha fósforos e isqueiros longe do alcance das crianças.

2) Evite usar espiriteira, pois sua utilização é insegura.

3) Nunca apoie velas sobre caixas de fósforos, nem sobre materiais combustíveis.

4) Não deixe cortinas compridas ou tapetes sobre fios elétricos.

5) Muitos incêndios foram iniciados, pois o ferro de passar roupa, após o uso, foi esquecido ligado.

6) Não limpe o piso de sua casa com gasolina ou solventes. Lembre-se que os vapores com o ar formam misturas explosivas.

7) Se possível coloque seu botijão de gás fora de casa. É importante fechar o registro do gás, quando não estiver utilizando o fogão. É de se frisar, que normalmente os vazamentos ocorrem depois do regulador de pressão e desta forma, o botijão nem sempre é o culpado. Geralmente a explosão não é do botijão e sim da mistura do gás com o ar, que queima numa fração de segundos, causando a explosão. Se o amigo leitor chegar a casa e sentir cheiro de gás, não acenda a luz, pois isso pode ocasionar uma imediata explosão. Nesse caso, abra à janelas e procure ventilar o ambiente, até que o cheiro de gás desapareça.

8) Jamais deixe o que está cozinhando sem supervisão.

9) Nunca coloque papel alumínio ou algum metal dentro do forno de microondas.

10) Lembre-se que a distancia ideal do aquecedor para qualquer objeto incendiário é de 1 metro.

11) A sobrecarga na instalação elétrica é uma das principais causas de incêndio. Se a corrente elétrica estiver acima do que à fiação suporta, ocorrerá superaquecimento dos fios, podendo dar inicio a um incêndio. Desta forma, não ligue mais de um aparelho por tomada. Não faca ligações elétricas provisórias, conhecidas vulgarmente por "gambiarras". Fios descascados quando encostam um no outro, provocam curto circuito e faíscas.

12) Chame um eletricista qualificado para executar ou reparar as instalações elétricas ou quando encontrar um dos seguintes problemas:

         a) Constante abertura dos dispositivos de proteção (disjuntores);

         b) Queima freqüente de fusíveis;

         c) Aquecimento de fiação ou disjuntores;

         d) Fiações expostas;

       e) Lâmpadas incandescentes instaladas diretamente em torno de material combustível, pois elas liberam grande quantidade de calor;

       f) Inexistência de aterramento adequado para as instalações e os equipamentos, tais como torneiras e chuveiros elétricos, ar condicionado etc. Evite aterrá-los em canos d’água.

13) Nunca deixe equipamentos eletrônicos (carregadores de notebooks, celulares, MP-3/4, tablets, etc) conectados à energia elétrica sem que você esteja presente no local. Esses equipamentos dissipam calor quando estão em uso. Em caso imprescindível, deixá-los em recarga sobre superfícies não inflamáveis como, por exemplo, bancadas de pedra, piso cerâmico sem nada próximo que possa propagar o fogo.

Marcelo Michel Facas é Técnico de Segurança da Refinaria da Petrobras há 22 anos.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu Melhor comentário aqui...