domingo, 14 de agosto de 2011

Depois de encontros e desencontros o primeiro Dia dos Pais em Santos


Início de noite na Tijuca, bairro do Rio de Janeiro, Márcio Tadeu encontra-se com uma amiga para ir à um barzinho naquele fim de tarde quente. Não imaginaria que após algumas horas estaria conversando com a mulher que viria a ser sua esposa e mãe de sua filha.

Do outro lado da ponte, em São Gonçalo, Carinne brincava digitando números aleatórios no seu telefone, o famoso trote adolescente, naquele feriado cinzento de 2 de novembro que parecia comum... Mas não foi! Até que então, a casualidade esbarrou no casal e o telefone do Márcio tocou. Ele disse alô do outro lado e um nervoso arrebatador tomou conta dela. Carinne desligava o telefone com vergonha de falar. Márcio retornava, mas ela não atendia. Apesar de estar conversando com uma amiga em um barzinho lotado ele queria responder aquela chamada. Alguns minutos se passaram e mais um chamado, agora a Carinne perdeu a timidez e resolveu falar: "Oi, posso falar com Rafa?" de bate pronto o Márcio disse que o primo dele estudava Direito na UERJ, universidade estadual do Rio, mas ela disse que não era esse Rafael . Após essa conversa desencontrada, Márcio voltou a ligar e então não pararam mais de se falar...

 Alguns meses depois estavam se ligando todos os dias, sem terem se visto. Ambos já apaixonados resolveram se encontrar, após seis meses de telefonemas diários, e começaram a namorar. Apesar de estarem juntos, um concurso público em São Paulo, levou Márcio para a cidade de Santos, onde começou a trabalhar. Novamente retornou a distância e o namoro via telefone. Passaram-se dois anos e o casal resolveu se unir para sempre. Carinne fez as malas e correu para Santos, cidade que amou a primeira vista.

Há um ano atrás, Carinne e Márcio estavam correndo para a maternidade, uma santista linda nasceu, e Márcio feliz por passar o primeiro dia dos pais na cidade, diz: “Recebi o maior presente dessa cidade, minha filha é linda, pretendo passar muitos dias dos pais com ela em Santos”.

Agora o casal pretende ficar em Santos e estabelecer a família Capela na cidade. Carinne emocionada após a história contada por ela diz: “ Deixamos nossas famílias no Rio para montarmos a nossa em Santos.”

Tudo é novo para o casal, essa experiência os torna unidos, para formar mais uma família santista e alegre desfrutando dos passeios de domingo do dia dos pais.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu Melhor comentário aqui...