sexta-feira, 20 de maio de 2011

Pinacoteca Benedicto Calixto de Santos

Retrato de um período de ouro das exportações de café pelo Porto de Santos, o Casarão Branco, sede da Fundação Pinacoteca Benedicto Calixto, é um dos cartões postais mais belos de Santos e merece ser visitado durante as férias. À primeira vista a imponente construção encanta quem passa pela orla da praia e está com a visão cansada dos espigões dominantes daquela zona nobre da Cidade.

Um belíssimo palacete que ainda tem janela de vitral, entre edifícios de arquitetura pobre. O palacete foi construído em um área de quase 7 mil metros quadrados, compreendida entre as avenidas Bartolomeu de Gusmão e Epitácio Pessoa, pelo empresário alemão Carl Anton Dick, em 1900. Ao longo dos anos, outras duas famílias foram proprietárias do palacete. Em 1979, o casarão foi declarado de utilidade pública pelo prefeito Carlos Caldeira, mas os donos contestaram o valor da desapropriação.

Após muita disputa, em 1985, o imóvel passou para o poder municipal. O grande salto aconteceu a partir de 1992, quando o palacete virou sede da Pinacoteca Benedicto Calixto. Atualmente, o espaço abriga 56 quadros e desenhos deste pintor (18531927), nascido em Itanhaém, mas que melhor conseguiu retratar Santos em seus detalhes que até hoje ainda encantam curiosos e especialistas.

O Casarão Branco representa um refúgio onde toda a expressão artística encontra seu espaço. É um território onde a liberdade autoral se materializa, por meio de saraus, recitais, lançamentos de livros, exposições e outros formatos que privilegiem a divulgação da arte em geral.

Avenida Bartolomeu de Gusmão, 15.          "Entre a casa é sua"
Funciona de terça a domingo, das 14 às 19 horas. Entrada gratuita. 
Telefone: 3288-2260.