segunda-feira, 9 de maio de 2011

Mais segurança no Centro Histórico de Santos


A segurança na região central terá importante reforço. A instalação de mais 18 câmeras do SIM (Sistema Informatizado de Monitoramento), que irão se somar as cinco em funcionamento na área, será possível por meio de convênio entre prefeitura e Petrobras, anunciado na sexta-feira (29), durante solenidade no salão nobre. 
A empresa irá liberar R$ 1.040.379,29 para compra dos equipamentos e do novo sistema de armazenamento de imagens, além da expansão da fibra óptica, permitindo no futuro interligação de unidades municipais à rede Infovia.


"As câmeras irão realizar o monitoramento no Centro Histórico e bairros adjacentes, como Valongo, Paquetá e Vila Nova, chegando até a Vila Mathias. E também contemplará parte do Jabaquara", disse o prefeito João Paulo Tavares Papa. Os equipamentos seguem o padrão do SIM, sendo blindados, de alta resolução, com alcance na distância de 600 a 800 metros, podendo girar horizontalmente 360 graus e verticalmente a 180. As imagens o possuem marca d’água, dispositivo que impede alterações, cortes ou edições nas imagens, garantindo sua veracidade.


O convênio resultará também na expansão do sistema de gravação das imagens captadas pela prefeitura. Isto porque, será adquirido um novo servidor, com capacidade de armazenamento para as 18 novas câmeras e mais outras 12, a serem adquiridas em parceria com instituições e empresas.


"Isso permitirá a ampliação do monitoramento no Gonzaga, Alemoa e na Avenida Nossa Senhora de Fátima, na entrada da cidade", disse Papa. Outro benefício da parceria será o aumento da rede de fibra óptica em mais 10 km, totalizando 80 km. Desta forma, unidades e setores municipais poderão se integrar à infovia da cidade, beneficiando a atuação do poder público nas áreas de saúde, trânsito, transporte, educação, assistência social, turismo e cultura.


SIM Implantado pela prefeitura em dezembro de 2006, o SIM é operado pela Seseg (Secretaria de Segurança), em conjunto com a Polícia Militar e CET (Companhia de Engenharia de Tráfego). Conta atualmente com 20 câmeras fixas na orla, além de cinco no Centro Histórico, quatro na Alemoa e uma base móvel, que funcionam 24 horas. A sala de comando funciona no Paço Municipal.

Fonte: Prefeitura de Santos