quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Os Prédios de Santos: Onde vamos parar?

Os limites de altura para construção dos prédios em Santos em 1968 era de dez andares, e de 14 andares em 1986, dando assim  origem à maioria dos prédios da cidade. Os espigões surgiram com a revisão das regras de uso do solo feita em 1998, quando o limite de altura não passou a ser mais um parâmetro para autorizar obras. 
Agora, a prefeitura quer reduzir o aproveitamento das áreas de novos empreendimentos, diminuindo a área total construída em até 30% nas vias mais estreitas da cidade, que representam metade das ruas de Santos. Isso poderá reduzir a altura dos novos prédios, mas as construtoras também poderão reduzir o empreendimento na horizontal, erguendo prédios estreitos.
Nas ruas mais largas, a redução do aproveitamento pretendida é de até 10%. 
Nos dias de hoje, 70% dos imóveis são comprados por Santistas.



2 comentários:

Anônimo disse...

Santos Só tem como "crescer para cima"

alexandre badu disse...

O Céu é o limite!!!
Alquém aprovou para acontecer isso... " O trôco temos que dar agora nas eleições"

Postar um comentário

Deixe seu Melhor comentário aqui...