domingo, 15 de agosto de 2010

Foco em Santos: JARDIM da ORLA da PRAIA

Com o tombamento do jardim da orla da praia de Santos, pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Cultural (Condephaat), que o preservará de qualquer idéia absurda que possa surgir na mente de um futuro dirigente da cidade, o santista levou de brinde a garantia de proteção de mais algumas atrações turísticas da Cidade: 

Fonte do Sapo:





Os postos de salvamento espalhados entre os canais 1 e 6:


Praça das Bandeiras e sua Fonte 9 de Julho, no Gonzaga: 


Conjunto arquitetônico do Boqueirão e sua Fonte Vicente de Carvalho, em frente à Avenida Conselheiro Nébias: 


O tombamento garante a preservação de 5.335 metros de extensão e 47 metros de largura do jardim. O trecho vai do Emissário Submarino, no José Menino, até a Rua Carlos de Campos, na Ponta da Praia.