segunda-feira, 31 de maio de 2010

MELHORES ANOS (Banho da Dorotéia)

BANHO da DONA DOROTÉIA
O desfile de Carnaval no qual apenas homens desfilavam vestidos de mulher acontecia por uma tradição mantida, na semana que antecedia o Carnaval.
Foi criado em 1923, pelo carnavalesco Luís Vieira de Carvalho, o Lorde Gorila, após no Theatro Guarany acontecer a peça "Dona Dorotéia, Vamos Furar Aquela Onda?", do jornalista e teatrólogo Chico Sá.
Os Foliões desfilavam pela orla da praia até chegar a frente do clube Saldanha da Gama, onde acontecia o tradicional banho de mar.
A partir de 1973 o evento contou com a participação de mulheres. Na primeira fase a abertura era feita com foliões à cavalo, depois vieram os ciclistas, e posteriormente motociclistas.
Diferentemente dos desfiles de blocos e escolas de samba, que demonstram seu tema durante o desfile, os foliões patuscos interagiam com o público durante todo o trajeto até o local do desfile, dando vida aos personagens em uma encenação gigantesca.
Os blocos que fizeram fama no Carnaval de Santos tinham nomes curiosos como Dengosas do Marapé; Favoritas do Sultão; Moleques de Rua; Esmeraldas; Flores do Jabaquara; Gueixas do Atlântico; Romanos do Campo Grande; Embaixada de Santa Tereza; Cruz de Malta; Unidos da Ponta da Praia; Tubarões da Baixada; Sufoco Portuário; Turma do Barril; Bafo da Jaguatirica; Bloco do Agito; Tietas Vascaínas; Raparigas do Último Gole; Nereidas Tricolores; Penososas do Itararé; Cacique doMacuco; Chineses do Mercado; Mariposas de Santo Antônio; As Misses.
Durou por mais de 60 anos, em 1997 o Clube Saldanha da Gama decidiu cancelar os desfiles do Banho da Dorotéia devido aos diversos episódios de violência registrados, com brigas entre gangues rivais que usavam o evento para seus duelos, além da falta de manutenção cuidadosa em sua realização espantando os foliões mais antigos e dispersando o público.
O espírito do D. Dorotéia ainda paira nas guerras de confete dos blocos de bairro, nos bailes de carnaval das tendas da orla da praia, à espera do grito que reunirá os indivíduos fantasiados de seres mitológicos e personalidades públicas. Outros locais, mesmo da região, tentaram copiar, mas não houve o mesmo sucesso.


4 comentários:

FORMIGA disse...

Poderiam fazer uma matéria sobre os blocos "Não-patuscos", como Azulão, BB do Estuário, entre outros...

ferrazimportssbt disse...

cade o banho ? não tem mais !

ferrazimportssbt disse...

cade o banho ? não tem mais !

Anônimo disse...

É lamentavel o que li acima. Acabar com uma festa tradicionalmente popular de quase um século por causa de uns poucos vanda-los.
Ai, eu vos pergunto _"...onde estão as autoridades...", ou não existem !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Postar um comentário

Deixe seu Melhor comentário aqui...