quarta-feira, 10 de março de 2010

Ponte Estaiada Santos Guarujá


        A ligação seca entre Santos e Guarujá será feita por uma ponte estaiada que deve ficar pronta até o final de 2012. O anúncio foi feito pelo secretário de Transportes de São Paulo, Mauro Arce.  
        A ponte terá 4,6 km, sendo 1 km de ponte estaiada, e beneficiará cerca de um milhão de pessoas que vivem em Santos, São Vicente e Guarujá. Segundo a Secretaria de Transportes, não haverá cobrança de pedágio.

      O projeto tem como objetivo ligar a Avenida Mário Covas, do lado santista, à Avenida Santos Dumont, no Guarujá. A ponte, vetada para veículos pesados, substituirá a travessia por balsas e terá um tráfego de 24 mil veículos leves e 15 mil bicicletas. A obras estão orçadas em R$ 700 milhões e devem durar cerca de 30 meses.

     Existe um acordo entre a Prefeitura de Guarujá e a de Santos em relação à melhor opção de traçado para o empreendimento. E já foi definida a altura para o vão livre da obra: 80 metros. 


         Pela nova proposta apresentada pela Prefeitura de Guarujá, a ponte estaiada terá sua extensão aumentada em 1.150 metros, em relação ao projeto preliminar. A medida representa um prolongamento de um terço no tamanho total da obra, que passará a ter 4.490 metros. Se as rampas de acesso em Guarujá fossem instaladas na Avenida Adhemar de Barros, a distância, de um lado ao outro, seria de 3.340 metros.

        Segundo o novo plano, do lado da Ilha de Santo Amaro, o acesso se estenderá por 500 metros de mangue e outros 450 metros dentro da área urbana. O trecho estaiado continua com 1 quilômetro de extensão e há mais 2.540 metros de rampas, em um aclive de 6% – ou seja, a cada 100 metros de extensão, ganha-se seis metros de altura. No projeto original, a pista teria inclinação de 5%, com o objetivo de facilitar o tráfego de bicicletas – algo que deve ser descartado, pela nova opção.


O aumento de extensão será necessário para unir a obra de arte diretamente com a Avenida Santos Dumont, principal conexão terrestre entre Vicente de Carvalho e as praias. Ainda assim, a rampa passará sobre um pequeno trecho da Avenida Adhemar de Barros.

          Depois, contornará o Iate Clube de Santos e margeará o Rio Santo Amaro, no bairro Santo Antonio, até chegar à Avenida Santos Dumont, onde um trevo distribuirá o tráfego de veículos nos sentidos praia e Vicente de Carvalho.

          Do lado de Santos, a rampa projetada para a Avenida Mário Covas (Avenida Portuária) permanece intocada. Desse lado, Prefeitura e Palácio dos Bandeirantes chegaram a um acordo



Fonte: ATribuna online

Simulação no Google da nova Ponte:

3 comentários:

Denis disse...

Triste ver a nossa dignissima embocadura ao mar ser rasgada por mais uma atrocidade feita as pressas pra sanar um problema antigo. Se realmente for impossivel (ou inviavel) a construção do túnel, ao menos a ponte a ser feita não precisava ser mais um elefante branco a vista dos cidadões. Todos sentiremos saudades no futuro, ao ver o canal nostalgicamente lembrando dele incolume...

Cahe´s blog disse...

Já passei pela 3a. Ponte, em Vitória, algo similar, e acho que este projeto é excelente para resolver um problema nosso.
Seria melhor se pudesse também servir aos caminhões que transitam pelas duas margens de nosso Porto.
Infelizmene eu tenho minhas dúvidas de que saia do papel - parece mais o aproveitamento de uma moeda eleitoreira. Espero estar errado.

Cahe is a Blogger

Anônimo disse...

não nasceu a mulher que vai dar a luz ao homem que vai ver esta ponte, em epoca de eleição vem sempre esta novidade de ponte,

Postar um comentário

Deixe seu Melhor comentário aqui...