quarta-feira, 28 de abril de 2010

TSUNAMI em SANTOS?


         Você sabia que no dia 7 de setembro de 2009 uma onda gigante invadiu a praia chegando até a avenida e invadindo alguns prédios?
       O Projeto Defesa Civil Santos sem Tsunami,foi elaborado no ano de 2007 após diálogo de cunho pessoal com o paranormal Jucelino Nóbrega da Luz.



       Muitos acham impossível um Tsunami em Santos, mas a ciência está nos mostrando que o vulcão La Combre está com uma rachadura em seu interior.
       O vulcão é como uma esponja que vai se enxendo de água até a hora que quebrará.Seus detritos cairão no Oceano Atlântico criando mais de 20 ondas de aproximadamente 120 metros de altura que percorrerão todo o litoral do planeta com uma velocidade média inicial de 900Km/h, a velocidade de um avião supersônico.Os estudiosos de geologia norte americanos nos reportam que seria possível o Tsunami chegar em Santos após 8 horas de eclodir no La Combre e adentrar dentre outros litorais o da Flórida,México,Brasil,etc.
       Portanto é necessário que o litoral brasileiro e em especial o litoral santista se defenda como os norte americanos com bombas flutuantes alertadores e sinalizadores de Tsunamis, tecnologia disponível nos países de primeiro mundo, além de um plano de evacuação,caso necessário, do litoral brasileiro, em especial da cidade de Santos, pois é aqui que moramos.

Abaixo planta de Santos e seus pontos mais baixos alagados com o nível do mar 1,5 acima do normal:
A "Arca de Noé" já está pronta. Coincidência? Um cofre que visa abrigar sementes de todas as variedades conhecidas no mundo de plantas com valor alimentício foi inaugurado no início de 2008 na Noruega, já no Círculo Ártico. Apelidada de o "cofre do fim do mundo", a Caixa Forte Internacional de Sementes, uma joint-venture da Noruega e da ONU, foi construída em uma ilha remota, Svalbard, em uma parceria entre o governo norueguês e a Organização das Nações Unidas (ONU). A caixa forte fica a uma profundidade de 120 metros dentro da montanha de Spitsbergen, uma das quatro ilhas que compõem Svalbard. O diretor do projeto, Kerry Fowler, afirmou que a iniciativa visa salvaguardar a agricultura mundial no caso de catástrofes futuras, como guerras nucleares, queda de asteróides e mudanças climáticas[saiba +]

3 comentários:

Thais Victoratto disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

que Deus tenha misericórdia de nós,e as autoridades competentes façam algo ao nosso favor também!!!!

Unknown disse...

Sonhei com riqueza de detalhes com um tsunami em Santos!

Postar um comentário

Deixe seu Melhor comentário aqui...