quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Tudo o que você gostaria de saber sobre a ressaca de Santos e nunca teve a chance de perguntar

Foto: Adriano Azevedo
Foto: Ingrid Martins
No último sábado, 21 de agosto de 2016, no final de tarde, Santos sofreu com uma forte ressaca. O fenômeno castigou principalmente a Ponta da Praia e a entrada do Porto de Santos.

O Sistema de Informações Meteo-oceanográficos em tempo real desenvolvido pela HidroMares, o SISMO®, registrou dados inéditos desde que foi instalado no Porto de Santos. O equipamento localizado nas proximidades da Ilha das Palmas, mediu ondas acima de 4,25m às 17:30.

Recorde de Ondas
Este é um novo recorde de altura de ondas desde que o SISMO®SPPilots foi instalado em abril de 2014. A passagem da frente fria fez  com que o nível do mar subisse acima do esperado.

Veja na figura abaixo que no momento de maré mais alta foram registradas as maiores alturas de onda. Assim, com a somatória da altura das ondas extremamente alta para a região e um nível do mar elevado, a água invadiu facilmente as avenidas da cidade.


As ondas continuaram acima dos 3m de altura até as 2 horas da madrugada. Por todo esse período o nível do mar ficou quase 1m acima do esperado.

Nossa equipe percorreu os locais afetados pela ressaca deste domingo e mapeou toda a área invadida pela água do mar. Foram identificadas marcas de água com mais de 80cm acima do nível da rua.


Veja abaixo mapeamento da região afetada.

    Fonte: hidromares.com.br


Foto: André jaconi
A embarcação Gênesis foi arrastada em direção ao calçadão da orla, destruindo as muretas de contenção localizadas naquele trecho. 

De acordo com informações da Capitania dos Portos de São Paulo, a embarcação que encalhou após invadir o calçadão estava ancorada nas proximidades da Ponte Edgard Perdigão. 
Foto: André jaconi
 O Deck do Pescador terá que ser demolido. Segundo a Prefeitura de Santos, a ressaca comprometeu sua estrutura. A intenção é que o novo equipamento seja construído de forma a sofrer menos a ação da maré.
Foto: Alexandre Andreazzi
 A força da maré movimentou enormes pedras até a avenida da Ponta da Praia
Foto: Johann Godeau

A HidroMares atua no auxilio a praticamente todas as atividades ligadas ao oceanos, mares, rios e represas. Oferecemos soluções completas, com serviços e equipamentos, proporcionando aos nossos clientes operações mais seguras, eficientes e com maior cuidado com o meio ambiente.

domingo, 21 de agosto de 2016

Video e Fotos do nevoeiro na cidade de Santos



Um forte nevoeiro atinge a Baixada Santista no início desta terça-feira, semelhante ao "fog" londrino, a cidade de Santos pelo fato de não estar localizada numa região serrana, raramente acontece esse fenômeno.

Nevoeiro é a aglomeração de gotículas de água em suspensão no ar; nebulosidade, névoa densa, confira algumas fotos desta névoa...

Bairro do Gonzaga


Jardins da Praia




Ciclovia




Avenida da Praia




Praia do Embaré




Bairro Pompéia




Bairro Gonzaga




Praça Independencia




Calçadão e Faixa de Areia

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

"Blue Hour" a hora mágica da fotografia



A Blue Hour é a hora que vem antes do amanhecer e depois do anoitecer, o céu fica com uma tonalidade azul profunda, porém fluida, tudo ganha tons azulados e é uma hora perfeita para fotos com longa exposição, dando aquele gostinho de foto noturna mas sem a perda dos detalhes que as verdadeiras fotos noturnas costumam causar.

É uma ótima oportunidade de fotografar as luzes da cidade, com aquele maravilhoso pano de fundo que é dado pelos resquícios de iluminação natural.

Confira algumas de nossa cidade de Santos:









Rubens Carvalho






quinta-feira, 11 de agosto de 2016

Cartão postal da cidade de Santos pelo TripAdvisor

 Marcos Comune
O principal cartão postal da Cidade pelo TripAdvisor recebeu em 2002 o título de maior jardim de praia do mundo, pelo "Guinness Book of records", o Livro dos Recordes. Com 5.335m de comprimento e largura entre 45 e 50m, 218.800 m² de área, os jardins contam com 815 canteiros, com várias espécies do tipo perene, com predominância de lírios amarelos e brancos, biris vermelhos, crisântemos brancos, amarelos e mesclados.
Alexandre Andreazzi

Mantido por 38 funcionários, o jardim foi idealizado pelo engenheiro Saturnino de Brito em 1914, o jardim da orla santista começou a tomar corpo em 1920, próximo aos hoteis tradicionais da cidade. Movimento encabeçado pelo poeta Vicente de Carvalho e o prefeito da época, Joaquim Montenegro, conseguiu a cessão da área para o município, em 1922.

A orla marítima se estende por sete bairros da cidade: Aparecida, Boqueirão, Embaré, Gonzaga, José Menino, Pompeia e Ponta da Praia, e é uma grande fonte de recursos biológicos e espécies de flores e pássaros. A preservação e o cuidado com a flora do ambiente praiano santista, permeado de palmeiras e amendoeiras, são resultados de um trabalho em conjunto dos departamentos de meio-ambiente da região muitas vezes ligados à universidades ou à instituições biológicas.



Marcos Comune

Flavia Gomes

Laura Pedrido



terça-feira, 9 de agosto de 2016

Eu vim de Santos com 13ML

domingo, 7 de agosto de 2016

Neblina ou Nevoeiro em Santos



A neblina ocorre quando há formação de nuvens muito baixas. Ela nada mais é do que o acúmulo de vapor de água perto do solo, que resfria e condensa diminuindo a visibilidade.

Também chamada de “névoa”, “nevoeiro” ou “chuvisco”, ela é muito comum próximas a rios, represas, mar etc.

A neblina pode ocorrer também, devido a fatores como relevo, proximidade de corpos d’água, ou pela influência de uma frente fria.

No primeiro caso (relevo), a neblina costuma ocorrer em vales, nos sopés das montanhas, por causa do acúmulo de umidade que se resfria e condensa. Quando há algum corpo d’água por perto (um lago ou rio) costuma haver a neblina noturna, por causa da evaporação do corpo d’água que é mais intensa durante o dia e que se resfria durante a noite.

Outro tipo de neblina comum é a que ocorre em regiões costeiras. Quando um vento glacial atinge a costa, ele faz com que o vapor presente ali se condense. Ou então, quando o vapor sobe a serra e se resfria depois de uma certa altitude (auto-resfriamento).

Fonte: InfoEscola

quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Pokémon Go em Santos



Foto: Adriano Azevedo
Gonzaga no Pokemon Go
Os pokémons estão à solta na cidade de Santos. Com o lançamento do jogo de realidade aumentada para smartphones no Brasil, na noite desta quarta-feira (3), a caçada começou pelos diversos cantos da cidade e da baixada santista. 

A praça das Bandeiras, no Gonzaga, foi um dos pontos mais procurados pelos jogadores. Encontramos pelo menos 60 jovens e adultos ao redor do local buscando alguns dos monstrinhos.

A dinâmica é mais ou menos a mesma dos outros jogos da série: caçar, capturar e treinar todos os 151 pokémons. Dessa vez, porém, os jogadores precisam levantar do sofá e andar pelas ruas de sua cidade para encontrar as criaturas.

A preocupação seria com os assaltos e atropelamentos, pois quem joga fica muito exposto e distraído.